retalhos

Friday, October 27, 2006



Sinto-te dentro de mim... como uma pequena nuvem, leve e suave..
fazes-me rir e chorar sem querer.. só porque te tenho.. só porque sim..
Desde que soube, que conto os dias... procuro conhecer-te passo a passo...
Imagino-te uma pequena princesa... dançando nos pequenos bicos de pés..
e protejo-te ... anciosa por te ter nos braços..

Friday, October 13, 2006


Retrato de uma princesa desconhecida

Para que ela tivesse um pescoço tão fino
Para que os seus pulsos tivessem um quebrar de caule
Para que os seus olhos fossem tão frontais e limpos
Para que a sua espinha fosse tão direita
E ela usasse a cabeça tão erguida
Com uma tão simples claridade sobre a testa
Foram necessárias sucessivas gerações de escravos
De corpo dobrado e grossas mãos pacientes
Servindo sucessivas gerações de príncipes
Ainda um pouco toscos e grosseiros
Ávidos cruéis e fraudulentos

Foi um imenso desperdiçar de gente
Para que ela fosse aquela perfeição
Solitária exilada sem destino


Sophia de Mello Breyner Andresen

Wednesday, October 04, 2006



São as coisas vulgares e vivas que me inspiram.... procuro nelas as flores e os cheiros das horas que não tenho... e desenho o meu caminho com estes rasgos de memórias que me vão preenchendo...