retalhos

Monday, November 27, 2006



o dia chegou... e dentro de mim corre um misto de ansiedade e felicidade.. que à medida que as horas passam, parece crescer e crescer até quase não caber em mim..
Quero tanto conhecer-te um bocadinho mais, que hoje mais nada importa...
Não há chuva, nem tempestade alguma que me faça parar... não há trabalho que me impeça de sair.. ou qualquer outro motivo que me possa parecer urgente.. nada..
hoje ... tudo o que importa tem apenas 9 cm... e está mais pertinho de mim

Friday, November 17, 2006



perdidos no espaço comum dos outros... sozinhos no meio da multidão.... só quando lhes conseguimos ler a tristeza nos olhos damos conta que existem.. ali à nossa frente...
Esta semana, trago comigo uma destas imagens.. uma imagem que quero partilhar.. não eram dois olhos tristes, mas duas mãos marcadas, pacientemente à espera dos restos dos tabuleiros dos que comiam. Estas mãos esperavam, limpavam as pequenas migalhas da mesa, e faziam-nas cair dentro de um saco, que estava noutro saco.. e que meticulosamente eram arrumadas numa mochila velha..
As mãos observavam as familias numerosas que enchiam o silêncio de risos e sorrisos.. sem inveja, calculo, mas desejosas que se fossem embora, só ali se notava a anciedade própria de quem tem fome...
Tudo isto ali à minha frente, enquanto eu própria comia, sem vontade de comer... tudo isto.. no meio de centenas de pessoas, num dos maiores centros comerciais do país... um refugio que afinal tem muito mais para se viver do que todas as montras..