retalhos

Wednesday, February 14, 2007



Pergunto-me constantemente porquê.... mas nem todos os porquês teem justificação.. Os sonhos e os desejos de cada um deviam ser a sua própria essência, o seu interior.. mas nem sempre é assim.. e assisto sem querer a tristezas profundas de quem sente que perde a capacidade de viver nestes sonhos em vão...
também eu sonho, e alimento-me deste prazer de olhos fechados.. mas não me agarro a este estado, nem transcrevo os meus dias por estas letras.. porque sei o quão pouco duram.. e já experimentei essa dor...
afinal para termos estas asas, também temos que aprender a voar nelas... e a conhecer os ventos que sopram através de nós...

Thursday, February 01, 2007



Quantas vezes quis bater as asas... fugir deste meu lugar e deixar-me ir, guiada apenas pelo cheiro da vida.. voar, voar .. até ser vencida pelo cansaço.. Quantas vezes "fujo" em busca destes meus sonhos e ando a pairar por ai.. de ideia em ideia, de arvore em árvore.. recordando o mar pelo seu cheiro a maresia, ou o campo e as flores roxas que brotam por todo o lado... até que acordo.. cansada de tanto viajar.. e dou por mim aqui, sentada à horas, em frente à esta minha janela... anciosa por viver mais e mais...
amanhã vou "fugir" .. não para muito longe... em cima de asas, mas não nas minhas, vou voar para longe desta cadeira, e por ridiculo que pareça, esta "novidade" por pequena que seja é enorme aos olhos de quem nunca sonhou que os dias se pudessem rezumir a isto...
... espero que um dia, não muito tarde, tenha coragem para mudar este rumo que o destino desenhou... e que todas as minhas viagens só sejam tema de teclado e não tema de vida..