retalhos

Friday, November 30, 2007


6 meses e alguns kg a menos!
Tenho andado numa verdadeira roda vida. Entre muito trabalho, que só posso agarrar depois do pequenote se deitar, lá para as 21:30 na melhor das hipoteses, e esta nova genica que o invadiu agora que fez os seis meses! Conto as minhas horas de sono, pelas 2 vezes que ainda acorda à noite com fome (o pediatra insiste que devia dormir a noite toda, vá-se lá perceber!).
Todas as tarefas do nosso dia a dia se tornaram mais "pesadas" (8,200Kg!! ao colo), e as exigências passaram de uma calma conformidade à manifestação sonora (agora grita quando não tem o que quer!)... portanto ando mais atarefada, muito mesmo...é verdade também aprendeu a atirar tudo o que agarra para longe, portanto é comum tropeçar em brinquedos, fraldas e outras coisas.. agora espalhadas pelo chão. No inicio ainda apanhava, mas como a tarefa parecia não ter fim, quem se conformou fui eu e pronto..
Coisas simples como vestir-me de manhã são uma verdadeira aula de ginástica, na maioria das vezes, comigo aos saltos a cantar pela milésima vez as galinhas, ou outra musica que invento na altura, e a contar os minutos antes que se farte de estar na espreguiçadeira. Os meus cereais para o pequeno almoço estão à vários dias por abrir, porque não tenho tempo para comer. Depois de malas feitas, casacos vestidos, corro para o carro e geralmente se não me cruzo com a visinha de cima (que tambem tem filhos) é porque já estou atrasada! 200m depois (já nas filas de trânsito) páro e olho para o meu anjinho, já a dormir, cansado da correria da manhã.. e finalmente descanço...
Todos os dias é assim, e quando acho que não tenho mais forças, um simples sorriso afasta todo este cansaço... :)

Friday, November 16, 2007




Um micro filme de um amigo no festival de Micro Filmes de Lisboa! Parabéns Diogo
em http://videos.sapo.pt/o0ZpRGYCwspkiZZO2coe

" Poema de Mário Cesariny

Em todas as ruas te encontro
em todas as ruas te perco
conheço tão bem o teu corpo
sonhei tanto a tua figura
que é de olhos fechados que eu ando
a limitar a tua altura
e bebo a água e sorvo o ar
que te atravessou a cintura
tanto tão perto tão real
que o meu corpo se transfigura
e toca o seu próprio elemento
num corpo que já não é seu
num rio que desapareceu
onde um braço teu me procura

Em todas as ruas te encontro
em todas as ruas te perco"

Tuesday, November 13, 2007



Nós meninas juntamo-nos para um Natal antecipado, com direito a presentes e tudo! :)