retalhos

Sunday, September 21, 2008



As incertezas vivem abafadas pela confusão do dia a dia, são cada vez mais é certo... mas também mais difíceis de assumir..
deparo-me com esta realidade sem a procurar, tropeço nela em cada olhar mais atento à minha volta...e fico triste, muito triste..

tomava café sozinha numa esplanada onde costumo ir, quando percebi que à minha frente, numa mesa meio escondida por uma coluna da praça, estavam duas senhoras de idade a tomar o seu café e a conversar, quando uma delas olhou à volta e discretamente tirou um pacote da mala com uns biscoitos que distribuí-o pelos dois pratinhos, e continuaram o seu lanche.. pouco depois vi na mesa ao meu lado que uma mãe fazia a mesma coisa com um pacote de bolachas, e com um olhar mais atento percebi que nas mesas minha volta não haviam senão chávenas.. as esplanadas que antes eram um encontro social, um meio de estar e aproveitar.. estão mais "pobres".. pobres porque é impossível estar-se feliz quando temos que contar o dinheiro, quando temos que nos esconder para comer, quando estamos rodeados de montras de doces e bolos... quem queremos enganar?..

engoli o meu "pastel de nata" para que ninguém visse.. e saí dali inconformada com esta realidade... e triste..